transição de síndico

Como realizar uma boa transição de síndico?

A alternância de gestão é algo natural em qualquer local onde pessoas escolhem outras para representá-las e então gerenciar as demandas que se referem àquela comunidade, e isso não difere em um condomínio. A transição de síndico é algo importante para a continuidade do trabalho que está sendo feito e evolução nos serviços prestados aos moradores.

Para garantir que no seu condomínio esse processo seja feito de forma organizada e tranquila, trouxemos algumas dicas importantes. Continue a leitura e confira!

Situações em que há a troca de síndico

A transição de síndico é possível em duas situações: ao término de uma gestão e com a eleição de um novo síndico e a outra é a destituição do gestor atual. Vamos entender como proceder em cada uma delas.

O processo natural é que, uma vez ao ano, a assembleia condominial se reúna e efetue a eleição do novo síndico. Nesta situação a transição deve ser a mais leve e transparente possível em que o atual gestor passa informações e documentação ao seu sucessor, de modo a colocá-lo a par de todo o contexto do lugar e de suas futuras obrigações.

Já quando há a deposição de um síndico cujo trabalho não estava atendendo as expectativas dos condôminos, outra pessoa (de preferência próxima à administração e com conhecimento do trabalho que havia sendo feito) deve ser escolhida para realizar o processo, repassar as informações e o que mais for necessário.

Estabeleça um diálogo

É recomendável que já ao final da assembleia de eleição seja marcado um primeiro encontro de transição, isso pode agilizar todo processo. Durante esse período o novo administrador deve se certificar de extrair todas as informações que acredita ser relevantes como:

  • contas a pagar;
  • contas a receber;
  • compromissos pendentes;
  • informações bancárias;
  • atualização de dados junto à Receita Federal;
  • entrega de documentos e arquivos.

Defina um roteiro de transição

Caso o regimento interno não estabeleça um roteiro para transição, é importante que o síndico e seu sucessor façam isso (para depois apresentar à assembleia), nele deve constar os pontos importantes a serem discutidos e documentos a serem apresentados, também é interessante acrescentar um período em que o antigo síndico irá acompanhar e auxiliar o novo, assim ele poderá ser ainda mais inteirado sobre a documentação, rotina de trabalho e processos do condomínio.

Documentos a serem apresentados

Uma das partes mais importantes da transição é quando a documentação referente ao condomínio é entregue (e protocolada) ao síndico eleito. Também deve ser apresentada uma carta protocolada listando cada um dos documentos. Entre os principais podemos citar:

  • controle de ponto dos funcionários;
  • pasta com as prestações de contas com planilhas de orçamentos;
  • comprovantes de impostos pagos;
  • notas fiscais de todos os itens comprados ou serviços contratados;
  • livro da inspeção de trabalho;
  • escritura de convenção;
  • regulamento interno;
  • atas das assembleias;
  • todos os contratos vigentes na sua gestão de condomínio;
  • plantas do local;
  • certificados operacionais e ocupacionais;
  • laudos;
  • apólices de seguros;
  • cartão de CNPJ.

Caso o novo síndico constate a falta de algum arquivo, ele deve comunicar esta ausência ao antigo gestor e solicitar a entrega.

O que não pode faltar

Ao final da transição o novo síndico deve estar ciente de:

  • todas as contas a receber, contas a pagar, obras, serviços em andamento, informações bancárias, entre outros;
  • contratos de manutenção firmados, quadro de funcionários, problemas estruturais, problemas entre vizinhos e inadimplência;
  • verificar o seguro do prédio e de vida dos empregados,
  • certificado digital e informações quanto à regularidade trabalhista dos empregados;
  • conhecer os direitos e deveres presentes no Regulamento Interno.

Uma boa transição de síndicos é feita quando todas as partes envolvidas estão comprometidas com bem-estar de todos e abertas a conversar.

Gostou dessas informações e é o novo síndico do seu condomínio? Clique aqui e aprenda sobre os erros mais comuns do síndico novato.

Compartilhar:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
reduzir os custos do condomínio

Dicas para reduzir os custos do condomínio

Existem muitos assuntos complexos quando se trata da administração de condomínios e o financeiro é o mais delicado deles. Planejamento, transparência e organização são fundamentais

NEWSLETTER

Cadastre-se agora mesmo e receba nossos conteútos exclusivos.

SOLICITE SEU ORÇAMENTO

Preencha o formulário abaixo para solicitar seu orçamento ou mais informações.

INSTITUCIONAL

Severino
Aplicativo para Condomínios

CNPJ: 23.704.134/0001-99

Endereço:
R. Leonardo Mota, 2117
Aldeota – Fortaleza – Ceará
CEP: 60170-041

Telefone:
+55 (85) 99708-0008

E-mail: contato@severinoapp.com

ONDE ESTAMOS