fbpx

Conheça os segredos para empreender em seu condomínio.

Começar a empreender em um condomínio não é tão diferente do início das empresas convencionais – requer dedicação, investimento e paixão pelo que faz. Entretanto, as vantagens estratégicas deste ambiente tornam essa uma atividade atrativa para condôminos de todo o Brasil.

A crise econômica também contribuiu para que as pessoas buscassem empreender por necessidade, desta forma adquirindo uma nova fonte de renda.

Além disso, como a locomoção no dia a dia pode ser difícil, a ideia de morar e trabalhar no mesmo lugar é altamente atrativa.

Em 2018, o Serviço de Apoio às Pequenas e Médias Empresas (Sebrae) estimou que 48,6% dos microempreendedores individuais trabalham em casa.

Embora o público do condomínio pareça limitado, alguns condomínios têm população comparável a algumas cidadezinhas do interior. Este fator, aliado a uma boa estratégia, pode gerar negócios altamente lucrativos.

Para estes empreendedores, a tecnologia é aliada – seja em grupos do Facebook, Whatsapp ou aplicativos do condomínio. A facilidade de se divulgar através da internet e do boca a boca diminui bastante os custos com publicidade.

A consultora de vendas Marineide Oliveira notou em seu condomínio um alto número de pessoas praticando atividade física.

Então, percebendo a necessidade de comida energética e saudável, divulgou em aplicativo que começaria a vender no fim da tarde.

“Sempre fui uma pessoa muito empreendedora, sabe? No primeiro dia consegui vender tudo que tinha feito, tive que dobrar a produção.”

Marineide

Segundo o G1 , os segmentos mais populares são:

  • Lazer
  • Limpeza
  • Informática
  • Alimentação
  • Manutenção
  • Negócios imobiliários

Preparativos

Antes de começar a empreender em seu condomínio é importante lembrar que este ambiente é composto por várias pessoas, portanto você precisa comunicar à administração.

Assim sendo, converse com seu síndico e se necessário convoque uma assembleia de moradores para discutir a realização de atividades comerciais.

Se está tudo certo com a parte administrativa, o próximo passo é pensar onde se passarão suas atividades.

O condomínio oferece pontos comerciais por meio de licitação? Você trabalhará de casa mesmo? Ou irá até a moradia do cliente?

Existem cuidados especiais para cada tipo de atividade, por exemplo:

  • Quem trabalha de casa terá que atentar se os medidores de energia, água e/ou gás são individualizados, uma vez que não se pode aumentar a despesa comum para outros moradores.
  • Para possuir pontos comerciais, o condomínio precisa ter permissão para realizar estas atividades.
  • Mesmo quem trabalha em casa precisa criar um CNPJ, uma vez que o uso de máquinas de cartão, por exemplo, pode acarretar problemas com a receita federal.

Como aumentar seu faturamento

Na imagem um imã atrai moedas. Para empreender em seu condomínio você precisa de uma estratégia.

Estar mais próximo que os clientes que a concorrência é uma grande vantagem competitiva, entretanto, manter uma clientela fiel requer muito mais cuidado.

Felizmente, existem técnicas que podem te ajudar.

Primeiramente, é importante manter uma boa relação com os vizinhos. Aplicativos e redes sociais podem facilitar bastante a comunicação entre condôminos, dessa forma tirar um tempo para interagir é uma boa ideia.

Separe bem suas finanças, faça um balanço de entrada e saída e observe quais produtos e serviços têm maior retorno. Assim, você saberá como potencializar seu lucro, criar promoções e em direção de qual caminho expandir.

Segundo Hubert Gebara, para a Folha, ofertas de serviços não são exclusivas para condomínios de luxo. Na verdade, condomínios populares são fortes consumidores.

Por fim, lembre que por seu público alvo ser muitas vezes restrito aos condôminos, é importante aumentar a oferta de produtos, cross-selling e up-selling, fazendo com que os mesmos clientes comprem mais.

Apesar de tudo, a melhor estratégia para manter uma clientela fiel e faturar é oferecer um serviço de qualidade, com atendimento personalizado e aquele calor humano que só um vizinho pode oferecer.

10 ideias de negócios

Na imagem, vários pães quentinhos e bolos são dispostos em um balcão, enquanto os donos do empreendimento estão ao fundo.

Serviços de limpeza e manutenção – As pessoas têm cada vez menos tempo para consertar aquela pia quebrada ou realizar uma faxina completa. Oferecer estes serviços significa atender a domicílio e requer menos preocupação e gastos com estrutura.

Personal Training – Muitos condomínios já possuem o espaço da academia disponível para seus moradores. Mesmo assim, muitas pessoas preferem a orientação de um profissional. Ao invés de ir para uma academia, que tal receber apoio no próprio prédio?

Digitalização e impressão de documentos – Nem todo mundo tem um computador, ainda mais nos dias de hoje, em que tudo é mobile. Quem tem uma boa impressora pode oferecer serviços de digitalização, cópia e impressão. Além disso, digitação de documentos e formatação de currículos também são serviços que podem ser oferecidos.

Imobiliárias – Ganhar comissões vendendo ou alugando apartamentos é um bom negócio. Assim sendo, estar próximo e sempre a postos para realizar visitas e atender clientes interessados no empreendimento é uma grande vantagem competitiva.

Salgados – A venda de comida em condomínios é uma prática bastante comum. Salgados são alimentos deliciosos e podem ser consumidos rapidamente e, além disso, são de fácil preparo. Tudo que você precisa é de um fogão, os ingredientes e utensílios para por a mão na massa.

Doces – Encomendas de bolos, tortas e outros quitutes, principalmente em época de festas, são uma boa fonte de renda extra. Você também pode manter estoques refrigerados.

Confecção – Oferecer retoques, consertos ou até roupas por encomenda é uma boa ideia para quem quer empreender. Se você tem habilidade com corte e costura, não perca tempo!

Aulas particulares – Seja reforço escolar, idiomas ou até para concursos, compartilhar conhecimento é sempre uma boa. Quem mora em condomínio pode usar o próprio apartamento ou reservar alguma área comum para ofertar suas aulas.

Restaurantes – Condomínios que possuem pontos comerciais são bons candidatos para pizzarias, restaurantes ou até padarias. A proximidade de casa e uma comida de qualidade é garantia de atrair muitos clientes. Para condomínios sem espaço comercial mas que permitem a venda de comida, você poderá investir em um food truck, por exemplo.

Spas e serviços de beleza – Spas, cabeleireiros, manicures e até venda de perfumes e produtos de beleza são uma boa escolha, uma vez que você pode atender a domicílio ou pelo menos diminuir e muito o tempo de locomoção de clientes. Além disso, produtos de beleza são conhecidos por serem ótimos artigos para presente.

Dica: Quem mora em locais turísticos ou de muita procura, pode também ganhar dinheiro através do aluguel por temporada.

Hora de empreender em seu condomínio

Empreender em seu condomínio traz vantagens para a administração, o empreendedor e os condôminos. Além de gerar valor para o local, uma renda extra para os moradores pode diminuir até as taxas de inadimplência.

Se você leu até aqui, deve estar pensando em empreender. Pensando em pessoas como você, reformamos inteiramente nossa função de anúncios para torná-la ainda mais incrível!

Agora você pode anunciar produtos e serviços para outros moradores de maneira muito mais fácil, completa e intuitiva. Fale com seu síndico e solicite informações.